Palmeiras se movimenta para aumentar lucro em venda de Arthur Cabral, mas leva invertida do Ceará

Verdão se movimenta nos bastidores para ficar com uma maior fatia da negociação do atacante com o Basel, da Suíça, enquanto o Vovô não abre mão de seus direitos

 Artur Cabral, na disputa da Supercopa Paulo Afonso

Artur Cabral, pelo Palmeiras.

O atacante Arthur Cabral voltou a balançar as redes com a camisa do Basel, da Suíça, neste final de semana, cumprindo a meta para ser vendido em definitivo pelo Palmeiras. Na derrota contra o Luzern, pelo placar de 2x1, o brasileiro marcou nos minutos finais, anotando seu 12º gol pelo clube suíço. Desta forma, ativou a cláusula de compra obrigatória prevista no contrato de empréstimo.

Agora, o Basel terá que pagar 4,4 milhões de euros (cerca de R$ 26 milhões), valor que vem gerando uma discordância entre Palmeiras e Ceará, que dividem os direitos econômicos de Arthur Cabral. Depois de comprar 50% do passe do atacante, o Verdão se movimenta para ficar com um parcela maior da venda e tenta um acordo com os cearenses.
No entanto, o acerto parece distante de ser sacramentado. O presidente do Ceará, Robinson de Castro, em entrevista ao site Globoesporte.com, deixou claro que a venda de Arthur Cabral deve render um valor igual para os dois clubes. Além disso, o mandatário afirmou que cada equipe deverá permanecer com 15% para uma venda futura. O Verdão tinha a intenção de ficar com 30%.
"Tudo é feito de acordo com o que manda a legislação. Nós vamos receber 50% e do que eles efetuarem, metade é nosso. De tudo o que acontecer, o Ceará sempre ficará com uma parte igual da que o Palmeiras ficar", disse. "O Ceará não vai dispensar um centavo do que tem direito em relação a qualquer negociação com Arthur Cabral", completou Robinson de Castro.
Em 2018, o Palmeiras pagou R$ 5 milhões ao Ceará por 50% dos direitos e agora pretendia abater o valor na venda. Apesar da movimentação nos bastidores, o Alviverde deverá ficar somente com metade do valor. O restante será dividido entre o Ceará e empresários do atleta, que já fecharam um acordo.
Postagem Anterior Próxima Postagem