Taxa de mortalidade da Covid-19 por 100 mil habitantes tem crescimento de 115,7% na Região do Crato


Informações são do boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde, divulgado na noite desta quarta-feira (17)






A taxa de mortalidade de Covid-19 teve um crescimento de 115,7% na Região do Crato esta semana, com 6,9 óbitos pela doença por 100 mil habitantes, conforme o boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). O documento foi divulgado na noite desta quarta-feira (17).
Já no Ceará, no mesmo período, a taxa de mortalidade pela doença passou de 46,8 para 56,5 óbitos por cada 100 mil habitantes, representando um incremento de 20,8%.
Nesta quarta (17), o Estado chegou a 85.606 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus e registrou 5.307 óbitos por causa da doença, segundo a plataforma IntegraSUS, atualizada às 18h16.
CearáNordesteBrasil
Nº de Casos85 606338 231955 377
Nº de Óbitos5 30714 95646 510
De acordo com o boletim, a Área Decentralizada de Saúde (ADS) do Crato, que abrange 13 municípios, também se destacou pela segunda semana consecutiva na incidência de casos confirmados, com 43,6%. As ADS de Iguatu, com 78%, Juazeiro do Norte, com 61,8% e Crateús, com 52,5% também estão entre as áreas com maior incidência de casos do novo coronavírus. Já a ADS de Fortaleza apresentou o menor incremento de casos nesta semana, com 10,8%. 
A região do Cariri foi a que apresentou maior aumento no número de casos confirmados, de casos suspeitos e de óbitos 56,8%, 20,4% e 48,8% respectivamente. Porém, segundo o boletim da Sesa, há uma queda em relação à análise do incremento observada na semana anterior nos casos e nos óbitos que foi de 61,4% e 50%.
Postagem Anterior Próxima Postagem