Vitória da Conquista registra mais de 500 casos de dengue, zika e chikungunya em 2020

por Lula Bonfim



A prefeitura de Vitória da Conquista informou que o município registrou mais de 500 casos de dengue, zika e chikungunya em 2020. Todos esses vírus são transmitidos pelo mosquito aedes aegypti. Três pessoas morreram em decorrência de dengue grave hemorrágica.
Os dados referem-se ao período entre 1º de janeiro e 5 de junho deste ano, quando 547 pessoas foram diagnosticadas com dengue, sete com zika vírus e 11 com chikungunya. Há ainda 1.782 casos suspeitos de dengue aguardando resultado de exame, além de 367 de zika e 329 de chikungunya.

Os bairros que apresentaram o maior número de casos registrados de pessoas com suspeita de contaminação por essas doenças foram Cruzeiro (367), Vila América (167), Alto Maron (162), Patagônia (150), Centro (136) e Brasil (125).

Os números de contaminação são superiores aos apresentados pelo município acerca da pandemia do novo coronavírus, que alcançou 268 conquistenses, segundo os dados de casos confirmados. Entretanto, mais pessoas morreram na cidade: cinco. Há ainda 4.121 casos em investigação.
Postagem Anterior Próxima Postagem